segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Serviços privados no Brasil

O atendimento dos serviços privados no Brasil vai de mal a pior. Aeroportos, bancos, universidades, hospitais, supermercados, telefonia tornam-se muitas vezes um pesadelo para quem busca tão somente uma solução. Os funcionários além de serem mal remunerados se desdobram para suprir uma carga horária pesada. A falta de criação de novos postos de trabalho por empresários gananciosos que querem a cada dia lucrar mais também contribui para o caos da administração dos serviços privados no Brasil. Aliás, em nosso país sempre houve o mito do mal funcionalismo dos serviços públicos, será que são somente os órgãos públicos que deixam a desejar? Aproveitando o ensejo gostaria de deixar aqui registrado os meus cumprimentos e agradecimentos ao 3° maior banco do país, atualmente, o Bradesco. Gostaria de parabenizar o banco pelo excelente serviço que tem prestado à sociedade. Hoje, por exemplo, permaneci uma hora e meia na fila para ser atendido, ouviram? Uma hora e meia! Na fila lembrei-me daquela lei que dava direito ao cliente de espera de no máximo 15 minutos. Então, liguei para o Procon e me informaram que a lei caiu. Eu também quase caí ao saber disso. Alguém aí acredita na nova lei para os serviços de telemarketing? Nem vou responder.

Um comentário:

Diego disse...

Boa noite Murilo!!
Excelente postagem...sem comentar a "telefonica"...Horas de martírio...
Viu o meu blog? Comente o que achou...
Abraço